Foto: cortesia de iamaea no FreeDigitalPhotos.net

6 pilares da boa gestão escolar

Toda empresa precisa de gestão, e com as escolas não é diferente. Para que ela tenha sucesso, é preciso que seja administrada por uma equipe capaz de coordenar tarefas muito diferentes entre si. Todos os setores da instituição, desde o pedagógico até o financeiro, têm de ser bem articulados, levando em conta as especificidades de cada um. Mas você sabe quais são os pilares da boa gestão escolar? O sistema WPensar, que atende cerca de 200 escolas nacionais, explica.

1 – Gestão Acadêmica e Pedagógica

Planejar e realizar adequadamente todas as tarefas ligadas diretamente à educação. Neste caso, é necessária a presença de um coordenador pedagógico. Entre suas ações estão articular as concepções, as estratégias, os métodos e os conteúdos no ambiente educacional; definir as metas necessárias para otimização dos processos pedagógicos; despertar no professor a vontade de ensinar e no aluno a vontade de aprender; criar um ambiente estimulante e motivador para a comunidade escolar; avaliar o trabalho pedagógico exercido pelos professores e praticados na instituição; e fazer com que os profissionais de ensino e a comunidade escolar assumam o compromisso de melhorar a educação.

2 – Gestão Administrativa

A meta deste pilar da gestão é estabelecer processos dentro da instituição para garantir o seu bom funcionamento. Aqui, as funções do gestor são: organizar e administrar recursos físicos, materiais e financeiros da escola; organizar a necessidade de compras, consertos e manutenção dos bens patrimoniais; manter o inventário de bens e patrimônios da instituição atualizado; garantir a correta utilização dos materiais da instituição de ensino e o cumprimento de leis, diretrizes e estatuto; manter o ambiente limpo e organizado; e utilizar as tecnologias da informação para melhorar os processos de gestão em todos os segmentos da escola.

3 – Gestão Financeira

Enquanto a gestão administrativa levanta as demandas da escola, a financeira controla os recursos e garante que os diferentes setores tenham suas necessidades atendidas. Entre as tarefas da equipe de profissionais desta área estão calcular corretamente os gastos; resumir as entradas e as saídas financeiras da instituição; manter o fluxo de caixa organizado e a inadimplência sob controle; definir orçamentos por centro de custo; e prestar contas e dar retorno sobre os gastos.

4 – Gestão de Pessoas

O grande objetivo da gestão de pessoas é criar um ambiente agradável, motivante e que favoreça a produtividade, além de cuidar de toda a parte burocrática relativa aos funcionários. As tarefas da equipe incluem engajar os docentes com o ensino, a proposta da instituição e os resultados; distribuir os afazeres entre os setores e as pessoas; investir em ferramentas que facilitem o trabalho dos profissionais; incentivar a formação continuada e investir no aprimoramento dos colaboradores; avaliar os funcionários e orientá-los sobre como corrigir seus erros; ressaltar os pontos fortes e parabenizar os colaboradores por seus acertos; e manter um clima de cooperação, entrosamento e respeito entre todos.

5 – Gestão da Comunicação

Diz respeito aos canais de comunicação que a escola deve manter com a comunidade, o que inclui responsáveis, alunos, professores e funcionários. As tarefas são: manter os responsáveis informados sobre os comunicados da instituição e sobre deveres de casa e atividades do aluno; informar aos responsáveis sobre o desempenho e participação dos alunos em sala de aula e sobre frequência e ocorrências disciplinares; manter alunos e responsáveis informados sobre o calendário de provas e boletins; informar o aluno sobre eventos e atividades da instituição; e responder às mensagens enviadas por membros da comunidade escolar.

6 – Gestão de Tempo e Eficiência dos Processos

A gestão de tempo e processos é o meio de garantir que todos os colaboradores realizem suas tarefas no tempo adequado, cumprindo prazos e colaborando para o bom andamento dos processos. Tarefas da equipe: identificar se há retenção de processos em algum setor; incentivar e premiar a produtividade de funcionários e colaboradores; fornecer ferramentas para agilizar as tarefas; estabelecer prazos para os processos da escola e relações de prioridade entre tarefas; e atender rapidamente às solicitações de membros da comunidade escolar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *