Imagem: Divulgação

Livro da BEI Editora aprofunda a reflexão sobre a formação dos profissionais do futuro

Em “O Fuzzy e o Techie – Por que as ciências humanas vão dominar o mundo digital”, livro de estreia de Scott Hartley, que chega ao Brasil pela BEI Editora, o debate sobre o valor das ciências humanas em um mundo dominado pela ciência e tecnologia é reformulado sob um ponto de vista contrário à clássica oposição entre os profissionais dos dois campos, aos quais o autor chama, retomando uma tradição universitária norte-americana, fuzzies (“humanistas”) e techies (“tecnicistas”).

À medida que se avança em direção a um mundo cada vez mais tecnológico, o senso comum enxerga uma desvalorização da formação em ciências humanas. Hartley revela exatamente o contrário: os fuzzies estão tomando um papel fundamental no desenvolvimento das ideias de sucesso mais criativas nos negócios, e sua colaboração com os techies é a chave para a dinâmica profissional do futuro.

O autor, capitalista de risco e consultor de startups, argumenta que “à medida que desenvolvemos nossa tecnologia para torná-la cada vez mais acessível e democrática, e à medida que se ela torna cada vez mais onipresente, as questões atemporais das ciências humanas e seus insights sobre as necessidades e os desejos humanos se tornam requisitos essenciais no desenvolvimento de nosso instrumental tecnológico”.

Para provar essa convicção, o livro reúne diversos exemplos de colaboração entre os conhecimentos da área de humanidades e as habilidades técnicas e científicas na elaboração de soluções criativas e inovadoras. Segundo a BEI Editora, o livro, que tem 224 páginas e custa R$ 64, traz um ponto de vista extremamente atual e indispensável para a discussão sobre a economia do amanhã.

Ele é voltado tanto para estudantes em seus primeiros passos na construção do futuro quanto para educadores, políticos, empresários e qualquer pessoa que deseja encontrar novas soluções para as transformações que o planeta vive.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *